Confira 7 ações práticas de como diminuir a inadimplência em indústrias

O atraso nos pagamentos pelos clientes pode prejudicar toda a operação em uma indústria, reduzindo o fluxo de caixa. A empresa precisa gastar mais para pagar suas próprias dívidas e até para recuperar os valores atrasados. Contudo, você sabe, de fato, como diminuir a inadimplência do seu negócio?

Apesar de não existir uma receita pronta, dá para adotar algumas medidas que reduzam os atrasos e minimizem o impacto deles. Para tanto, é necessário um entendimento profundo da sua empresa, dos seus clientes e de todos os seus custos. Além disso, deve-se fazer um bom planejamento, com ações de curto e longo prazos.

Quer entender melhor? Neste artigo, listamos 7 ações práticas para diminuir a inadimplência. Continue lendo para saber como implementar na sua indústria!

1. Favoreça o pagamento à vista

Você pode oferecer diversas formas de pagamento, como cartões, cheques, boletos bancários e transferências. Todas elas são importantes, uma vez que facilita a adesão dos clientes na hora da compra. No entanto, a melhor forma para qualquer negócio continua sendo o pagamento à vista.

Isso porque ela não deixa qualquer margem de erro, com a quitação do débito sendo feita no mesmo momento da compra. Dessa forma, o dinheiro já entra no seu caixa, ficando disponível como capital de giro. Por isso, é bom investir em vantagens que incentivem o pagamento à vista, como descontos, brindes e até uma quantidade maior de produto.

2. Estabeleça um bom relacionamento com os clientes

Ora, os seus clientes são uma parte importante do negócio, pois eles é que impulsionam o seu crescimento. No entanto, essa relação pode ser prejudicada, se eles não cumprirem com os pagamentos. O fato é que dificilmente um cliente vai deixar de pagar uma dívida de uma empresa com que se relaciona há mais tempo.

Nesse sentido, uma forma eficaz de diminuir a inadimplência é criando uma boa relação com os clientes. Isso pode ser feito de diversas formas, desde um atendimento personalizado até a realização de ações de pós-venda. Sem contar que clientes mais felizes e satisfeitos costumam comprar mais e recomendar a empresa para outros.

3. Escolha uma data de vencimento adequada

Quando sua empresa faz uma venda, o valor a ser recebido se torna uma entrada futura. Ou seja, você passará a contar com aquela quantia a partir daquele momento. No entanto, se houver um atraso, isso pode complicar todo o seu fluxo. 

Assim, uma saída para minimizar essa situação é, justamente, optar por um vencimento mais propício ao pagamento pelo cliente, de modo que a verba seja prevista para aquela data. O ideal é acordar um momento que seja bom para ambas as partes, evitando que o cliente fique inadimplente e, ao mesmo tempo, seu negócio seja prejudicado.

4. Avise ao cliente antes do vencimento

Qualquer um pode se esquecer de pagar uma conta, não é mesmo? Para evitar essa situação, você pode enviar lembretes para os seus clientes um pouco antes do vencimento, prevenindo a inadimplência. 

Esses lembretes podem ser enviados por e-mail ou SMS, inclusive, de forma automatizada. No entanto, é importante ter cuidado com o tom da mensagem, pois ela ainda não pode ser entendida como uma cobrança, uma vez que a pessoa está em dia. É importante ser amigável, destacando que é só uma lembrança, uma comodidade para ajudá-lo a organizar os pagamentos.

5. Faça uma análise de crédito

Infelizmente, ao menos que o cliente tenha feito a compra no cartão de crédito, não dá para prever se ele vai pagar no prazo. Por isso, o ideal é tentar se antecipar à possibilidade de atraso para diminuir a inadimplência. 

De modo geral, os clientes deixam de pagar por algum imprevisto e eventualmente, mas também existem aqueles que não cumprem seus pagamentos com frequência. A análise de crédito serve, justamente, para se conhecer esses casos. 

Basta uma consulta rápida aos serviços de proteção ao crédito para se conhecer o perfil daqueles clientes mais inadimplentes. Assim, depois de pesquisar o histórico de cada um antes da compra, dá para decidir se é melhor vender apenas à vista, no cartão ou se é possível abrir para outras formas de pagamento, como o boleto ou cheque.

6. Adote um sistema de cobrança eficaz

Falamos anteriormente sobre a importância de lembrar os seus clientes antes do pagamento. Porém, se ainda assim houver atrasos, é necessário cobrar as dívidas em aberto. O problema é que muitas empresas não fazem isso de forma adequada, sendo impertinentes e até grosseiras, ou ainda, não são eficientes, gerando um custo muito alto.

Afinal, além de prejudicar o seu fluxo de caixa, a inadimplência cria mais gastos, pois é preciso criar ferramentas ou disponibilizar pessoas para fazer a cobrança. Por isso, é fundamental criar sistemas eficientes, de acordo com a possibilidade do seu negócio, e que ofereçam soluções que viabilizem o pagamento pelos clientes.

7. Valorize os bons pagadores

Por fim, destacamos a importância de valorizar aqueles clientes que têm um bom histórico de pagamentos com a sua indústria. Para tanto, é fundamental conhecer cada um, traçando perfis específicos que ajudem na criação de estratégias que incentivem as vendas para os bons pagadores.

Ora, você já deve saber do quanto é mais barato manter do que conquistar novos clientes. Daí a vantagem de se praticar campanhas de incentivo e fidelização para quem compra mais e paga em dia. Para esse perfil de cliente, podem ser oferecidos benefícios adicionais, como descontos e até prazos diferenciados. 

Contudo, isso só funciona se for feita uma boa análise de crédito e se realmente houver um conhecimento aprofundado sobre os seus clientes. Obviamente, a tendência é que eles se sintam mais valorizados, fortalecendo a relação com o seu negócio.

Essas são apenas algumas dicas de como diminuir a inadimplência na sua indústria. O ideal é estudar bastante o seu negócio e os seus clientes, procurando soluções que sejam mais adequadas à sua realidade. De qualquer forma, vale a pena investir em estratégias que minimizem os atrasos nos pagamentos e reduzam os efeitos deles sobre as suas finanças.

Gostou de saber como diminuir a inadimplência? Quer conferir outras dicas como esta? Então, assine nossa newsletter e receba todas as novidades do blog em primeira mão!

 

 

Redes sociais:
Facebook
Facebook
Email
RSS
LINKEDIN