Quais são os polímeros utilizados em nosso dia a dia e quais as suas principais aplicações

Os plásticos fazem parte da rotina dos seres humanos. É quase impossível uma pessoa não ter o contato com algo feito do material ao longo de um dia. Logo ao acordar, a maioria das pessoas escova os dentes utilizando um objeto feito de plástico. Ou tem contato ao segurar o cabo da panela, vendo os componentes da geladeira, do celular, carro, TV, enfim, os polímeros e suas aplicações são fundamentais na vida em sociedade.

Tudo por conta de vários processos realizados para facilitar o dia a dia justamente em razão de algumas características que fazem do plástico um excelente material, como flexibilidade e boa durabilidade. Para você entender a importância desses produtos no cotidiano, vamos mostrar neste post algumas aplicações dos polímeros e como elas nos auxiliam na rotina. Confira!

Descubra o que são os polímeros

Os polímeros são macromoléculas formadas por milhares ou milhões de átomos interligados por unidades menores em um padrão de repetição. Trata-se de uma estrutura muito parecida com uma corrente, gerando elos que se dividem de acordo com o seu comportamento mecânico.

Dessa maneira, os polímeros acabam originando produtos diferenciados após reações químicas complexas.

Na formação do plástico especificamente, o processo é fruto de reações químicas utilizando a nafta, um derivado do petróleo. É dessa substância que são retirados monômeros conhecidos como benzeno, eteno, xileno, propeno, dentre outros, fundamentais na formação do plástico.

Assim, podemos afirmar que todo plástico é um polímero, mas nem todo polímero é um plástico, pois existem estruturas diferenciadas, como no caso da proteína, por exemplo, um polímero natural presente em nosso organismo.

Veja como são formados os polímeros e suas aplicações

Ao reunir todos os subprodutos retirados da nafta, é formada uma cadeia de macromoléculas com estruturas menores (monômeros) que são polimerizadas.

Dessa maneira, as combinações geram produtos de diferentes formas, podendo ser classificados em termofixos ou termoplásticos.

Ao combinar os monômeros, chega-se ainda a vários tipos de material. É assim que os polipropilenos, polietilenos, ABS, PVC, EVA, poliamida, PET e outros tipos de plásticos se apresentam ao nosso dia a dia. São todos polímeros que auxiliam na produção industrial, de embalagens de isopor a bolas de bilhar.

Conheça as principais aplicações dos polímeros

Apesar dos polímeros contarem com aplicações diversas no cotidiano, vamos focar no polipropileno e polietileno de alta e baixa densidade pelo fato de serem os produtos resultantes dos processos elaborados pela Neuplast, que transforma o plástico descartado em novos compostos alternativos que serão utilizados na elaboração de novas peças.

A empresa reaproveita os resíduos originários de companhias e cooperativas justamente para corrigi-los e reaproveitá-los em diversas aplicações em setores variados da sociedade. Os processos contemplam análises laboratoriais, o recebimento, a coloração, a formação do composto, lavagem, a homogeneização e a granulação. O produto final é justamente um composto para a estruturação de novos objetos, como veremos agora.

Polipropileno

Esse polímero está presente na produção de brinquedos em geral, utensílios domésticos, caixas, coletores de lixo, tampas e peças técnicas, superfícies planas e baixa espessura de parede, componentes automobilísticos, além de outros objetos necessários na construção civil.

Trata-se de um tipo de plástico bem resistente a mudanças na temperatura. Por isso, também é muito utilizado em cordas, caixas de bebidas, fibra de tapete e seringas descartáveis.

Inclusive, o polipropileno tem a variação BOPP, um tipo de plástico que auxilia na conservação dos alimentos. Podemos citar alguns exemplos como os presentes nas embalagens de biscoitos e salgadinhos, nos rótulos dos refrigerantes e também dos doces.

Polietileno de alta densidade

Os polietilenos de alta densidade originam um composto muito útil na elaboração de caixas industriais, capacetes, assentos sanitários, materiais de utilidades domésticas, brinquedos, coletores de lixo, peças técnicas de grande volume, tubos lisos, embalagens para detergentes e desinfetantes, bombas para uso na agricultura, embalagens de uso geral, como sacolas, dentre outros.

Esse tipo de polímero é muito utilizado em vários setores da sociedade, pois é leve, resistente à baixa temperatura e bem rígido. Dessa maneira, acaba tendo uma boa resistência química, ou seja, conta com aspectos que contribuem para determinadas utilidades, como na elaboração das bombas de aplicações de defensivos agrícolas utilizadas em várias situações no campo.

Polietileno de baixa densidade

Já os polietilenos de baixa densidade estão na estrutura de objetos elaborados pelo processo de sopro contínuo e acumulação que resulta na produção de sacolas e frascos de pequenos e médios volumes, mantendo um excelente custo-benefício.

Além das sacolas de supermercados, o polietileno de baixa densidade está presente nos filmes de embalagens de alimentos, nas fraldas descartáveis, materiais hospitalares e em sacos utilizados na indústria. Dentre as suas características, podemos citar o fato de ser flexível, leve e impermeável. Outro ponto positivo é o fato de ser um material reciclável.

Entenda o papel da Neuplast nos processos de transformação dos polímeros

Como você viu, os polímeros e suas aplicações são bem extensas na sociedade e necessitam de cuidados com a qualidade dos compostos que serão produzidos.

Pensando em sempre contribuir com o meio ambiente e qualidade de vida da população, a Neuplast utiliza em sua planta o que há de mais moderno no mercado, respeitando normas técnicas e tendo uma capacidade de processamento de 1.600 toneladas de materiais por mês.

Sendo especialista nos polímeros polipropileno e polietileno (de alta e baixa densidade), a empresa está consolidada e já atende mais de 200 clientes. Isso é fruto da padronização dos processos e também da existência de um laboratório técnico que faz todo o controle da qualidade.

No recebimento dos materiais que serão reciclados já é feita uma avaliação para assegurar a qualidade, evitando possíveis contaminações.

Na homogeneização, os compostos vão sendo trabalhados até chegarem nas características desejadas, ou seja, a empresa investe para que os polímeros e suas aplicações estejam alinhados com os desejos dos clientes e do mercado consumidor. Assim, o plástico acaba tendo diversas transformações para atender às exigências da sociedade, sempre com foco no respeito às normas ambientais.

E a sua empresa, quer conhecer mais os nossos processos? Então entre em contato com a nossa equipe e agende uma visita!

Redes sociais:
Facebook
Facebook
Email
RSS
LINKEDIN