Afinal, o que é soldagem plástica por ultrassom?

No mercado existem várias técnicas de soldagem plástica que são utilizadas no setor industrial, as quais variam conforme a necessidade, o projeto, o produto e o modelo do equipamento a ser utilizado. Contudo, um dos processos que estão em maior evidência é a soldagem plástica por ultrassom, como o nome já diz, atua a partir da energia ultrassônica, responsável por provocar ondas vibratórias, gerando atrito e calor nos produtos a serem soldados.

Essa é uma forma de soldagem bastante utilizada, visto que sua adaptação é versátil, sendo possível sua utilização em pequenos lotes de produção e também em grande escala, permitindo, assim, repetibilidade, boa performance e automação das linhas de produção.

Para você entender melhor, preparamos este texto explicativo com suas principais características e vantagens. Confira agora!

O que é soldagem plástica por ultrassom?

Esse processo de soldagem é utilizado desde a década de 1960. O método utiliza a energia ultrassônica vibratória, que causa atrito e calor no local de contato entre as peças, permitindo a fusão dos materiais. Esse procedimento é considerado um dos métodos menos custosos e mais seguros.

A soldagem plástica por ultrassom é bastante utilizada no Brasil. Esse tipo de soldagem permite unir rapidamente todo e qualquer material plástico que apresente compatibilidade entre si.

Além da velocidade no processamento, esse método não danifica as superfícies de contato e de apoio, além de não afetar os conteúdos internos, desde de que sejam realizados um bom projeto anteriormente.

Para a correta utilização, é necessário considerar determinadas características essenciais das peças, como a temperatura de fusão, elasticidade, coeficiente de atrito, resistência ao impacto e condutibilidade térmica.

Posto isso, pegar uma peça e encostá-la na outra com o uso do dispositivo de soldagem, por exemplo, não basta. É preciso tomar alguns cuidados, como observar o modo como esses materiais devem ser unidos.

A soldagem plástica por ultrassom é um ótimo procedimento para unir peças delicadas, como conjuntos que contenham componentes eletrônicos internos. Ela pode ser utilizada também para inserir, reforçar, soldar pontos ou realizar a soldas localizadas.

Como é o seu funcionamento?

Esse método utiliza o conceito de transformar a tensão elétrica em variação mecânica, permitindo que os componentes sejam unidos, gerando ótimos resultados de desempenho e estéticos para a indústria em geral. Para que essa técnica ocorra, é preciso ter um equipamento específico e tecnológico, colaborando significativamente com o seu projeto.

Um dos principais componentes  deste equipamento de soldagem por ultrassom é chamado de conjunto acústico, sendo constituído por três partes:

  • Transdutor acústico piezoeléctrico (conversor)
  • Unidade de transformação de amplitude (booster)
  • Ferramenta de soldagem (sonotrodo).

Ao iniciarmos o processo de soldagem, o conversor transforma a tensão da rede elétrica em alta frequência, a qual varia de 20 a 35 kHz, convertendo, assim, em oscilações mecânicas e consequente movimento e atrito, este  com uma média de 20.000 movimentos por segundo, gerando condições ideias para que seja realizado a soldagem entre materiais, pois com vibração e calor os mesmos se fundem em um único componente, transformando a soldagem em sucesso, com a junção de modo homogêneo, alcançando um resultado esteticamente notável, de ótima durabilidade e características técnicas aos mais variados fatores.

Sendo assim, além de promover excelentes resultados, essa prática que pode ser usada para transformar, unir, rebitar e também moldar, por exemplo.

Um grande destaque desse processo é o baixo consumo energético e uma infinidade de possibilidades de soldagem, trazendo para empresas transformadoras benefícios e vantagens para os negócios, uma vez que reduzir o consumo de energia, além de ser uma obrigação ambiental, diminui custos de produção, e com uma melhor viabilidade nos projetos e uma possível alternativa de produção, tornando-se cada vez mais competitivas.

Quais são suas vantagens e desvantagens?

A soldagem plástica por ultrassom é um dos métodos mais rápidos para a união de componentes plásticos sem utilizar qualquer material como cola ou algum outro fixador, fazendo com que ela seja bastante atrativa para o setor industrial, inclusive em se tratando de volumes e grandes escalas produtivas. 

Ou seja, esse processo também permite substituir fixações mecânicas como parafusos e porcas, garantindo assim a otimização do “design”, aumentando a segurança na união e reduzindo o risco da ação química do adesivo sobre o plástico e/ou produto.

Em relação às suas desvantagens, podemos relacionar problemas operacionais de processos, por exemplo, a utilização de desmoldante durante o processo de transformação, possivelmente formando película lubrificante, podendo prejudicar o atrito relativo e a performance estrutural da solda.

Quando esse processo é recomendado?

A solda plástica por ultrassom é recomendada em ocasiões em que é preciso realizar um processo rápido e econômico de junção de peças termoplásticas em uma produção que varia entre pequena e até de grande escala. Assim, pode-se dizer que essa opção é bastante viável em setores como o automotivo, eletro-eletrônico, médico hospitalar, construção civil , entre outros. 

Podemos dizer que sua aplicação é adequada principalmente para:

  • prender fibras de couro, não-tecidos e outros itens têxteis;
  • unir peças moldadas por injeção;
  • prensar buchas e ímãs;
  • rebitar materiais de tipos variados;
  • juntar membranas;
  • produzir uniões positivas por meio de chanfragem etc.

Investir em novas tecnologias e técnicas é essencial para quem procura se destacar nesse tipo de segmento industrial, levando em conta que a solda plástica por ultrassom é um processo bastante efetivo e avançado.

Ela disponibiliza ótimos resultados com boa qualidade e um custo final bem significativo. Por isso, vale a pena conhecer essa metodologia de soldagem nos processos de criação e projetos de novos componentes e produtos.

E aí, gostou deste post sobre soldagem plástica por ultrassom? Então, siga-nos nas redes sociais — estamos no FacebookLinkedIn e YouTube — e fique por dentro de assuntos como este!

Redes sociais:
Facebook
Facebook
Email
RSS
LINKEDIN