Saiba como fazer uma boa gestão de demanda e previsão na indústria

Um dos grandes desafios do setor industrial é conseguir fazer uma boa gestão de demanda e previsões, já que projeções equivocadas resultam em perdas e desperdício de insumos.

Se a demanda for superestimada, por exemplo, a indústria corre o risco de investir mais capital do que o necessário para a aquisição de matérias-primas e ficar com a produção parada, resultando em prejuízos financeiros. Por outro lado, se for subestimada, a empresa perde a oportunidade de vender mais — e, consequentemente, elevar seus lucros.

Quer saber como fazer uma gestão de demanda mais eficiente? Continue a leitura e entenda por que é importante conhecer profundamente o mercado e analisar dados e projeções econômicas para potencializar os lucros.

Saiba por que fazer gestão de demanda

Qualquer empresa deve tomar decisões e fazer o planejamento de suas ações com base em dados de mercado, que demonstrem os rumos e as tendências do setor. Isso é importante porque, com essas informações em mãos, é possível traçar estratégias de atuação mais adequadas.

Por exemplo, a análise de projeções econômicas é essencial para todos os ramos de negócio. A partir dos dados previstos para crescimento do Produto Interno Bruto (PIB), inflação e taxas de juros, entre outros índices, é possível avaliar se o consumo estará mais ou menos aquecido ou se existe perspectiva de alta de preços de matérias-primas, entre outros detalhes.

Com isso, o empreendedor consegue decidir se deve antecipar compras, evitando alta de preços de insumos, e se precisa ou não incrementar a produção, de acordo com as tendências de consumo.

O conhecimento mais específico do mercado de atuação da empresa também é fundamental, especialmente em segmentos em que as inovações tecnológicas são constantes. É preciso ficar de olho nos novos produtos, processos e materiais desenvolvidos, acompanhando a tendência de evolução do setor, para melhorar a competitividade. 

Sem verificar esses dados, as indústrias correm vários riscos, como ficar com a produção encalhada, seja por erro de previsão ou em função de produtos similares no mercado, com melhor custo-benefício. Há, também, a ameaça de ficarem ociosas, sem matéria-prima para atender ao crescimento da demanda.

Isso sem contar a necessidade eventual de aumento de mão de obra (e, consequentemente, de elevação de custos com contratação e treinamento) e a importância de prever períodos de sazonalidade, de forma a minimizar os impactos negativos à empresa.

Por esse motivo, investir em métodos mais eficientes para fazer a gestão de demanda é primordial para o negócio.

Descubra como elaborar a gestão de demanda de maneira eficiente

Além de ficar atento aos movimentos de mercado, tendências da economia e desenvolvimento de novos materiais e insumos, os gestores das empresas precisam adotar algumas técnicas que facilitam a visualização e análise dos dados. Afinal, muitas vezes, um índice isolado não tem grande significado, mas, quando comparado a outros fatos ou números, pode ser determinante para os bons resultados.

Confira algumas maneiras de promover uma gestão mais eficiente, lembrando que previsão de demanda é diferente de previsão de vendas.

Usar a tecnologia a seu favor

Você pode fazer pesquisas com seu público consumidor, analisar os dados de mercado e projeções para a indústria. Todos esses dados devem ser inseridos em um sistema que facilite a gestão de estoques, identificando situações como necessidade de compra de insumos ou baixa rotatividade de algum produto em especial. 

Com o uso da tecnologia, situações que possam representar riscos são mais facilmente identificadas, e outros dados podem contribuir para a visualização de um panorama mais completo do negócio.

Ficar atento aos prazos

O uso de tecnologia também contribui para o controle de prazos, seja para pagamentos e recolhimento de tributos, seja para compra de insumos nos períodos adequados, inclusive considerando o prazo de entrega.

Importante ressaltar que a mesma preocupação deve existir em relação aos prazos para as entregas dos pedidos, pois isso gera confiabilidade à empresa.

Definir objetivos

Sua empresa quer aumentar a área de atuação, desenvolver novos produtos ou destacar-se em um segmento em especial? A definição desses objetivos faz muita diferença para a gestão de demanda, uma vez que cada necessidade depende de uma estratégia diferente.

Vale destacar que a gestão de demandas deve ser feita de acordo com um prazo predefinido. Dependendo do porte e objetivos da empresa, pode ser anual, semestral, trimestral ou de acordo com as particularidades do negócio. Esse prazo de análise é chamado de horizonte temporal.

Analisar os resultados

Acompanhe todos os resultados da empresa e confira se estão de acordo com o que foi anteriormente planejado. Verificar os pontos fortes e fracos e os erros e acertos é fundamental para o bom desempenho.

Ficar por dentro das regras do mercado

Procure conhecer as regulamentações e normas relacionadas à sua área de atuação. Isso ajuda sua empresa a se antecipar a futuras demandas de seus consumidores e, também, evita problemas com produtos que possivelmente terão menor procura nos períodos seguintes.

Conheça algumas vantagens da boa gestão

Além de garantir melhores resultados ao negócio, a gestão de demandas também traz outros benefícios:

  • possibilidade de hierarquizar os pedidos de acordo com a prioridade de cada um deles;
  • criação de estatísticas com séries históricas, que possam demonstrar períodos de maior e menor consumo de determinados itens. Isso permite a identificação de épocas em que mais funcionários e insumos são fundamentais, por exemplo;
  • de acordo com a previsão de sazonalidade, outras decisões podem ser tomadas pela empresa, para garantir o orçamento estável, mesmo em períodos de oscilação;
  • a compra antecipada de insumos garante negociações melhores;
  • a empresa consegue direcionar melhor os investimentos, tanto em tecnologia quanto em insumos, de acordo com o perfil e características de seu público;
  • a boa gestão também permite reduzir custos desnecessários e redirecionar esforços para áreas em que eles realmente são fundamentais;
  • a gestão de demandas permite o melhor controle de estoques, evitando falta de mercadorias ou de insumos, ou ainda custos relacionados à ocupação de grandes áreas por itens que apresentam baixa rotatividade de vendas.

Fazer uma boa gestão de demandas é um diferencial competitivo para empresas de todos os portes. Mesmo pequenos empreendedores devem ficar atentos às tendências de consumo, para que possam antecipar-se às necessidades dos clientes. Lembre-se de que um estoque estagnado significa dinheiro jogado fora, assim como a falta de produtos é um desperdício de oportunidade!

Continue a visita em nossa página para conhecer mais sobre a importância da boa gestão e saber como unir esse conceito à sustentabilidade em seu negócio. 

Redes sociais:
Facebook
Facebook
Email
RSS
LINKEDIN